SOBRE

Me chamo Bruno Lima, nascido em Recife – Brasil, sou arquiteto e urbanista formado na Universidade Federal de Pernambuco em 2006. Sempre foi um apaixonado por fotografias urbanas e cotidiano. Desde 2009, quando comprei minha primeira Canon em Vancouver – Canadá, sigo firme espalhando minhas artes pelas paredes mundo afora. Por minhas lentes já passaram grandes cidades como: Paris, Miami, Nova Iorque, Rio de Janeiro, Fernando de Noronha, São Paulo… Continuo buscando a “fotografia perfeita” com mais paixão do que nunca. Quando me perguntam sobre a minha fotografia favorita, eu respondo: “Ainda não fiz”.

AS OBRAS

PROCESSO FINE ART

A maioria das obras são impressas em telas ou papéis franceses, um trabalho que é realizado com muito cuidado para obter êxito, visto que dão um charme e um requinte de pintura.

O processo Fine art é o processo de transferir fotografias, pinturas ou artes digitais para papéis e outras mídias de qualidade. A tela é produzida pela Canson, fabricante empresa francesa que vem trabalhando no mercado desde 1554. Por fim, mas não menos importante, a impressora CANON PRO 6000 utilizada possui 12 cartuchos com pigmentos minerais, e por isso proporciona ao trabalho absoluta consistência, vivacidade das cores e resistência ao envelhecimento.

PAPÉIS

Os papéis de alta qualidade que utilizamos nas impressões das telas são os da Canson — empresa Francesa que trabalha no ramo desde 1557.

PAPEL DE ALGODÃOCANVAS: o material dele é feito para se assemelhar ao máximo a uma tela de pintura, possui textura de tecido, resistência à água, e pode ser estendida e montada sobre chassis de madeira.

PAPEL DE ALGODÃO – PHOTO RAG: muito utilizado para fotografias em preto e branco, tem alta qualidade e é extremamente resistente ao envelhecimento — a textura da superfície é lisa, fosca e sedosa.

PAPEL BARYTA: é usado como branqueador e abrilhantador, dando uma característica parecida com a de papéis fotográficos matte ou acetinados.

ACABA
   MENTOS